Avançar para o conteúdo principal

Holanda

Holanda

Esta foi a nossa primeira viagem a sério com o nosso filho, depois de termos viajado de carro pelo Norte de Portugal e Galiza (na Espanha) e também depois de termos experimentado uma viagem com um pacote para Maiorca, que incluía transporte do aeroporto e hotel com meia-pensão.

Esta então era uma viagem como aquelas de antigamente, tudo por nossa conta e risco, sem carros alugados, sem meia-pensão. Uma viagem a sério! Com transportes públicos, levando o carrinho de bebé e fazendo as refeições fora do hotel. 

Fomos pela TAP. Antes de embarcar, estava bem tranquila, mas... infelizmente não tivemos prioridade no embarque, mesmo viajando com um bebé e também deram um jeito de fazer o carrinho desaparecer quando desembarcamos. 

Depois de alguma espera, o carrinho foi localizado para a nossa felicidade e assim seguimos para os comboios... ou tentámos fazer isso! Tivemos uma certa dificuldade inicial para perceber as plataformas, mas após uma rápida confusão e de andarmos às voltas, descobrimos a plataforma correta e seguimos finalmente para Amesterdão. 

Ficámos hospedados num hotel muito bom, adorámos. Ao pé dos canais, no centro da cidade, próximo da Dam Square. Fomos a pé da estação de comboios para lá. Demoramos cerca de 15 minutos. Agora estou a me perguntar porque não tirei uma foto da entrada do hotel... Vamos ver algumas fotos da cidade:


Tava frio, mas nada de gelar os ossos. Por isso, toda a família experimentou o gelado de Amesterdão.


   
A cidade é muito linda, as suas icónicas bicicletas são perigosas para quem anda com um bebé e também acabam por chatear ao fim de seis dias. Ficámos com a sensação de que as bicicletas são mais importantes que os peões, pois tínhamos dificuldades em certos trechos pela falta de espaço no passeio que parece ser reduzido para conforto das bicicletas, mas isso faz parte da cultura holandesa. As bicicletas são a marca do país.

Para além das bicicletas, incomodou-nos o cheiro da droga legalizada. Nós não fumamos e odiamos cheiro de cigarro, imaginem lidar com a fumaça daquela que cá é proibida... tirando as icónicas bicicletas e a droga perfumada, adorámos a cidade. 

É fácil conhecer Amesterdão, pois é uma capital pequena, andámos muito a pé. Só apanhámos o eléctrico, quando fomos ao Zoo e aos Museus. 

Eu queria muito ir ao Rijksmuseum, deve ser fabuloso, principalmente pelas obras de Rembrandt, mas pesou-me o facto do museu ser muito grande. O meu filho não teria paciência para tantas pinturas. Decidirmos ir ao Van Gogh Museum (que é bem menor) e à Casa de Anne Frank. Para o meu espanto, o Filipe (meu filho) adorou as obras de Van Gogh. Não sei o que lhe deu, mas olhava cada quadro com muita atenção e fazia expressões muito engraçadas quando gostava especialmente de algum. Não sei... só sei que ele inexplicavelmente gostou!

O Museu dispõe de uma loja muito boa, com objetos exclusivos que provoca o nosso desejo! As malas com reproduções das telas são únicas e caras, mas há diversos produtos acessíveis também.




Van Gogh Museum

Rijksmuseum entrada e jardins

  
Na casa de Anne Frank, o meu filho não tinha muito para ver. Não se pode entrar com o carrinho, ele ficou sempre no nosso colo. Acho que todos que tiverem a oportunidade, devem conhecer a casa da Anne. É uma experiência muito triste, porém válida. Como pode no mundo haver pessoas que matam crianças inocentes por motivos tão torpes? O quarto da Anne causa ainda hoje muito tristeza... ainda estão na parede as suas colagens. As janelas pintadas de preto são mórbidas e as pessoas esmorecem ao ver aquilo. 



Vou agora dar-vos a conhecer um pouco mais do que vimos e gostámos em Amesterdão:


Dam Square

Central Station

Flower Market

Flower Market

Zona Moderna (ficamos hospedados duas noites aqui, pois era mais perto da estação e assim poderíamos conhecer outras cidades)


Vondelpark

Passeio de barco

Ponte dos cadeados

Rembrandt Square


Zoo


Como eu já disse, Amesterdão é pequena. Depois de termos visto tudo o que tínhamos interesse, nos servimos dos comboios para conhecer outras cidades. Adorámos uma em especial: Zaanse Schans! A Holanda de antigamente!










Fomos ainda a Haia, para visitar o Madurodam, um passeio especialmente para o meu filho. Ele adorou, tal como o Zoo e a cidade dos moinhos. Também conhecemos Edam, Volendam e Haarlem. Vamos por ordem:


Haia




Agora começamos a sessão Madurodam, em muitas fotos apareço assim: guarda do meu filho! Ele adorou e queria andar sozinho e pôr a mão em tudo!


Fantástico! Uma casinha para mim!

Quis brincar com tudo e aproveitou bastante

Adorei!

Edam

Sim, o queijo Edam vem daqui

Volendam

Mix de peixe frito

Waffle! Até lembramos da Bélgica...


Haarlem

Moinho em Haarlem

Estação





Termino este post com uma certeza: valeu a pena! 
Esta viagem está no hall das favoritas! 
Não deixem de provar os queijos holandeses, é difícil escolher o melhor.
Até a próxima :)

Comentários

  1. Ansiosa pela próxima viagem! Adorei! Tens de mandar o link à Cláudia. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Espero ter passado dicas úteis! Não consigo enviar o link para a Claudia, pq não sou sua amiga no facebook. Podes enviar para mim? Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Incrível toda informação, adorei o texto. Li de forma divertida como se estivesse lá. 👏👏👏👏👏👏 Parabéns , mestra Nathalia. Incrível reportagem.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Bérgamo e Leolandia

Existem muitos parques na Europa para levarmos os nossos filhos e eu adoro descobri-los. Na região do Lago Garda, no norte da Itália, a oferta é vasta! Depois de analisarmos todos eles, escolhemos a Leolandia!

Essa viagem aconteceu no Verão do ano passado e acho que essas férias foram as melhores de sempre! Daria para escrever muitos posts para vocês, pois cada dia era um mundo novo. Vou tentar fazer isso aos poucos...

Por hora, falemos de Bérgamo e da Leolandia!

Fizemos o voo Lisboa - Bérgamo (ryanair), mas poderíamos ter escolhido Lisboa - Milão, o passeio também correria bem assim, entretanto já conhecíamos Milão e os lagos, por isso optámos por Bérgamo.

A Itália é sempre a Itália, por isso... há sempre uma cidade bonita para ver, boa pizza para comer e bons gelados para engordar.

Em Bérgamo, ficámos num hotel simples que tinha um restaurante maravilhoso. Que saudades daqueles dois jantares!

No primeiro dia andámos de autocarro...



Almoçámos na cidade baixa, seguimos para a fantástica cida…

Menorca

Férias em Família

Nos próximos dias o meu filho fará dois anos, para aproveitarmos os privilégios de viajar com uma criança com menos de dois anos, antecipámos as férias de verão.
Depois de longa indecisão, optámos por Menorca, a vizinha de Maiorca (que visitámos no ano passado). O pacote mais uma vez incluía voo, hotel e transporte até ao alojamento escolhido. Muitas pessoas na internet aconselhavam a fugir dos pacotes, mas considerámos que fazer um voo direto com uma criança é sempre melhor e apenas os pacotes proporcionam voos diretos até Menorca. Também confesso não ter visto qualquer vantagem financeira na compra fora dos pacotes.

O voo é operado pela Iberia - Air Nostrum e dura apenas uma hora e quarenta minutos. O avião era tão pequenino que até fazia impressão! O carrinho foi connosco até a entrada e foi devolvido assim que saímos do avião, nem se quer foi para a recolha de bagagens. Então viajar com pacotes não é bom?

Chegámos a Maó, mas ficaríamos hospedados na outra ponta da Il…

Vila Nova de Milfontes

Vila Nova de Milfontes
Este paraíso alentejano localiza-se na confluência do Rio Mira com o Oceano Atlântico, trazendo, assim, uma paisagem única aos seus visitantes.
Costumamos visitar Vila Nova todos os anos e é impossível não achar tudo tão bonito outra vez. A Praia das Furnas já faz parte das maravilhas de Portugal e com certeza faz honrar este título com a sua beleza.


Mas, não só da Praia das Furnas é feita Vila Nova. A pequena cidade é viva e movimentada nos meses de Verão, as suas lojinhas com artigos de praia chamam sempre atenção. A gelateria Mabi é um ponto de encontro, lá podemos provar vários gelados ou comer um delicioso croissant. É bom, contudo, evitarmos o mês de Agosto, pois Vila Nova fica abarrotada de turistas e perde um pouco o seu encanto natural.

Certa vez, ouvimos de dizer que havia uma cachoeira ou queda d'água em Vila Nova. Procuramos, mas não encontramos nada. Passado um ano, decidimos aventurarmos de novo. Perguntamos ali e acolá, até que fomos bater à porta …