Avançar para o conteúdo principal

Barcelona




Barcelona, Barcelona, Barcelona!


Fomos a Barcelona em Maio de 2010 e depois seguimos para Paris. Escolhemos as duas cidades (mais uma vez) por uma questão económica: compramos o voo /Lisboa - Barcelona/ pela TAP e depois a ligação /Barcelona - Paris/ pela vueling. Fizemos a volta /Paris - Lisboa/ pela TAP novamente. O voo da vueling foi muito barato, não chegou aos trinta euros, se bem me lembro. O horário é que não foi dos melhores, saímos de Barcelona as cinco e tal da manhã! Porém, chegamos em Paris bem cedo para aproveitar o dia e tomamos o pequeno almoço num café pertinho do Sena... mas isso já assunto para outro post!
Voltando a Barcelona... chegamos de manhã e fizemos o percurso do aeroporto para a cidade num autocarro. Saímos na Praça de Espanha, pois o nosso hotel era ali perto, muito bem localizado.

Vista do hotel um pouco congestionada pelas obras na cidade

Depois de fazermos umas fotos na Praça, seguimos para o Parque de Montjuic.

Vista para a Praça

Montjuic



Fomos andando, seguindo o guia de viagem. Não é difícil andar em Barcelona, a cidade é bem organizada e sinalizada, encontramos facilmente os pontos de interesse. Só andamos no autocarro turístico no terceiro dia. Neste primeiro dia, andamos quase sempre a pé.

Estádio Olímpico

Fundação Juan Miró

Casa Batlló


Nós não visitamos a Casa Batlló, era um pouco caro, decidimos escolher entre a Batlló e a Milà, optamos pela última (foto acima). La Pedrera, como também é conhecida a Casa Milà, foi desenhada por Gaudí e é parte do Património Mundial da UNESCO, tal como outros trabalhos de Gaudí. A visita vale a pena.

Miniatura em exposição no interior

Terraço

Vista para o Passeig Gràcia

Exposição no interior

Portão de saída da Casa Milá

Depois de deambular mais um pouco pelas ruas, chegamos à Sagrada Família, mas deixamos a visita interior para o nosso último dia. Ficamos 3 dias em Barcelona, para nós foi suficiente, mas acredito que a cidade tenha atrativos que compensem ficarmos mais um dia ou dois se pudermos. 
Começamos o segundo dia a dar voltas perto do hotel e a admirar essa engraçada escultura de Juan Miró.


Depois seguimos para a Praça Catalunha que faz ligação com as famosas Ramblas, onde artistas de rua animam os turistas.





O centro histórico é logo ali ao pé, demos um rápido passeio e passamos também pelo famoso mercado de Barcelona "La Boqueria".


E provamos um desses sumos, claro!

Seguimos para a zona do porto, onde aproveitamos para fazer um belo passeio de barco.


Depois do almoço, continuamos por ali, perto do animado passeio marítimo. São muitas pessoas na praia, ouve-se música, miúdos passeiam de bicicleta, patins, trotinete... barraquinhas com gelado, famílias, casais...


Terminada a visita ao passeio marítimo, fomos em busca do Parque da Cidade. Não encontramos indicações nas ruas, procurávamos através do mapa, mas não estava fácil. Sabíamos que o parque tinha uma fonte belíssima, pois tínhamos visto num programa de televisão, portanto era uma coisa para se ver de todo o jeito. Depois de muita caminhada, encontramos o pote de ouro!





Como se vê, a caminhada valeu a pena! Logo ali, na saída do parque, temos o arco do triunfo de Barcelona.

No dia seguinte, decidimos comprar o bilhete do autocarro turístico para a ver a cidade de cima e também para chegarmos com mais facilidade aos lugares que escolhemos conhecer, pois alguns eram afastados. Não lembro bem quanto custou o bilhete, creio que rondou a volta dos 20 euros, mas tens sempre a possibilidade de entrar e sair quantas vezes quiseres durante o dia.
Visitamos a Sagrada Família, que tem um preço bastante elevado para entrada: 18 euros! Contudo, vale a pena.





Próxima paragem: Parque Güell! Tenho de dizer: este parque foi o meu local favorito em Barcelona. Tanto foi que trouxe uma gravura do parque, emoldurei e tenho a imagem na minha sala de jantar.
O parque foi concebido por Güell (um empresário) e Gaudí (que dispensa apresentações) como um conjunto estruturado onde, dentro de um incomparável quadro de beleza natural, se situariam habitações de luxo, com todos os progressos tecnológicos da época e acabamentos de grande qualidade artística. É claro que a ideia original não foi adiante, pois o parque deveria ser um sítio selecto e não aberto ao grande público, mas ainda bem que abriu para nós!






Fomos ainda ao Pueblo Español, uma espécie de Espanha em miniatura. Muito giro! Tudo muito bem cuidado, lindo. Só existem dois na Espanha, o outro fica em Palma de Maiorca, que por acaso, será o meu próximo post. Como tínhamos ido a este, acabamos por não visitar o de Palma.

Pueblo Español


Barcelona é uma cidade gira ou não?

Nos vemos em Palma...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Bérgamo e Leolandia

Existem muitos parques na Europa para levarmos os nossos filhos e eu adoro descobri-los. Na região do Lago Garda, no norte da Itália, a oferta é vasta! Depois de analisarmos todos eles, escolhemos a Leolandia!

Essa viagem aconteceu no Verão do ano passado e acho que essas férias foram as melhores de sempre! Daria para escrever muitos posts para vocês, pois cada dia era um mundo novo. Vou tentar fazer isso aos poucos...

Por hora, falemos de Bérgamo e da Leolandia!

Fizemos o voo Lisboa - Bérgamo (ryanair), mas poderíamos ter escolhido Lisboa - Milão, o passeio também correria bem assim, entretanto já conhecíamos Milão e os lagos, por isso optámos por Bérgamo.

A Itália é sempre a Itália, por isso... há sempre uma cidade bonita para ver, boa pizza para comer e bons gelados para engordar.

Em Bérgamo, ficámos num hotel simples que tinha um restaurante maravilhoso. Que saudades daqueles dois jantares!

No primeiro dia andámos de autocarro...



Almoçámos na cidade baixa, seguimos para a fantástica cida…

Algarve

As praias mais lindas de Portugal

O maior destino de férias dos portugueses no Verão é o Algarve! Saindo de Lisboa, pela autoestrada, lá chegamos em pouco mais de duas horas. Os ingleses são turistas assíduos por lá durante todo o ano.

Eu não sou daquelas que fazem férias de praia... não consigo perceber férias de oito dias ou de quinze dias na praia, torrando/tostando feito um bife na grelha. Também não sou adepta de praias super populares, lotadas de turistas... gosto de paisagens naturais preservadas, daquelas que colocamos o tripé e fazemos muitas fotos!

Pois, muito bem, esse post tem o intuito de apresentar boas alternativas no Algarve, e isso ultrapassa a Praia da Rocha, em Portimão ou a rua dos bares iluminados em Albufeira.

A região é rica porque preserva vestígios da ocupação árabe, mas também da romana, tornando assim a nossa visita muito gratificante em relação à arquitetura. As chaminés trabalhadas e os azulejos são marcas da ocupação árabe, tal como o nome de todas as regiões…

Menorca

Férias em Família

Nos próximos dias o meu filho fará dois anos, para aproveitarmos os privilégios de viajar com uma criança com menos de dois anos, antecipámos as férias de verão.
Depois de longa indecisão, optámos por Menorca, a vizinha de Maiorca (que visitámos no ano passado). O pacote mais uma vez incluía voo, hotel e transporte até ao alojamento escolhido. Muitas pessoas na internet aconselhavam a fugir dos pacotes, mas considerámos que fazer um voo direto com uma criança é sempre melhor e apenas os pacotes proporcionam voos diretos até Menorca. Também confesso não ter visto qualquer vantagem financeira na compra fora dos pacotes.

O voo é operado pela Iberia - Air Nostrum e dura apenas uma hora e quarenta minutos. O avião era tão pequenino que até fazia impressão! O carrinho foi connosco até a entrada e foi devolvido assim que saímos do avião, nem se quer foi para a recolha de bagagens. Então viajar com pacotes não é bom?

Chegámos a Maó, mas ficaríamos hospedados na outra ponta da Il…