Avançar para o conteúdo principal

Alsácia


Sonhei conhecer a Alsácia quando tinha apenas dez anos. Nesta altura, nem sabia que ficava em França, apenas queria conhecer a aldeia da Bela.
Vi o filme ainda numa fita de VHS, lembro-me de ter ficado encantada com as casinhas coloridas, da vida simples da Bela e do fascinante Castelo do Monstro (a Fera, no Brasil).


Pois, muito bem! O que não falta na Alsácia são aldeias fofas e perfeitas como a da Bela e ainda um lindo castelo para adentrarmos verdadeiramente no universo do filme. O Castelo de Haut-Koenigsbourg não fica num bosque como o da história, mas no alto de uma colina maravilhosa em meio a vinhedos.

Querem viajar comigo neste destino de conto de fadas onde os meninos são mais do que bem-vindos? Não pensem que as histórias de príncipes e princesas são só para meninas, o meu filho adorou a história da Bela e do Monstro.

Pois, muito bem, para chegar a Alsácia da maneira mais cómoda devem utilizar o EuroAirport Basel, Mulhouse, Freiburg. O aeroporto fica em solo francês, porém a cidade mais próxima é Basileia, na Suíça. Depois de termos visitado a Suíça, seguimos para a Alsácia de carro.

Se estiverem em Paris, podem ir de comboio até Estrasburgo e alugar um carro para conhecerem a região.

Nós escolhemos um hotel em Rouffach que era super amoroso e ficámos lá hospedados, fazendo as deslocações de carro entre uma aldeia e outra.



O hotel era rústico, acolhedor, servia um bom pequeno almoço com produtos locais e dispunha de dois bons restaurantes, um deles até premiado.



Fazia também a alegria das crianças, pois tinha uma agradável piscina interior que recebeu a visita constante do Filipe.



É uma boa alternativa para quem viaja em família, pois a sua localização permite fácil acesso a tudo e ainda oferece atrativos para os mais pequenos. Anotem aí no caderninho de vocês: Hostellerie A La Ville De Lyon.

A primeira cidade visitada foi Colmar. Linda e repleta de turistas! 



Para tirar esta foto e outras neste mesmo local, fomos bastante pacientes! Apesar de não ser Primavera ou Verão, estações que deixam as aldeias alsacianas perfeitas e cheias de flores, a cidade estava movimentada!

La Petit Venise, é o lugar mais disputados para fotografias! Os canais deixam a terceira maior cidade da Alsácia ainda mais amorosa, fazendo um casamento perfeito com as construções de origens alemãs.



O centro da cidade é relativamente pequeno e num dia dá para ver tudo sem pressas. 
É possível também realizar um passeio pelos canais, mas no dia em que nós fomos não havia :( 
A gastronomia da região é atrativa e nós não deixamos de provar a famosa tarte flambée acompanhada de um bom vinho alsaciano.



Filipe, o rei das bolachas

Filipe, o perfumista 


Pelo centro de Colmar

Amor em todo lado

O Filipe fartou-se de provar as guloseimas


Saímos de Colmar e regressámos ao hotel para no dia seguinte descobrir novos tesouros.

Acordámos bem cedo e fomos logo a Estrasburgo, que ficava a 50 minutos do nosso hotel.
A cidade, para além de ser a capital da Alsácia, é a sede do Parlamento europeu e recebe muitos turistas no Natal, graças aos famosos Mercados.
Nós passeámos a pé por lá, fizemos um passeio de barco, almoçámos e seguimos viagem.

Os pontos altos desse passeio com certeza foram: a catedral, belíssima e grandiosa; e o bairro que é o cartão de visita da cidade, Petite France. 

A Catedral


Passeio de Barco: o Filipe estava super atento porque o audio era em português

Do barco


Os canais

Petite France



Dá ou não dá para ficar apaixonado? 

É claro que Estrasburgo perde um pouco o charme das vilas na sua grandiosidade, mas pelo centro genuíno essa peculiaridade ainda vive com toda a força.

Seguimos o percurso de volta e passámos por duas aldeias. Primeiro Barr e depois pela pérola chamada: Eguisheim.

Barr é engraçada, a praça principal deve ser lindíssima na Primavera, mas nada que possamos comparar às demais aldeias da Alsácia.




A praça principal

Saindo de Barr

Loja de biscoitos fora da cidade
Seguimos para Eguisheim, a vila que me deixou encantada antes mesmo de lá chegarmos.
Vou explicar o motivo: quando se fala em Alsácia, as primeiras cidades que surgem são Colmar e Estrasburgo, porque são as mais visitadas pelos turistas.
Mas... contudo e porém, há muitas pessoas que fogem do "turistão" e conhecem as vilas mais fofinhas. 
Através do relato dessas pessoas na internet e da ajuda de um guia para conhecermos a França de carro, escolhi as minhas vilas de passagem obrigatória, dentre elas Eguisheim, que muito prometia através dos relatos e das imagens.
Foi uma pena estar o céu estar meio cinzento, porque a vila é tudo e muito mais do que eu pensava.
Deixem o carro no estacionamento logo a entrada e comecem a andar!





Capela e Castelo de St Leo 

O Filipe depois de visitar a Capela, algo que ele adora fazer, ver igrejas, catedrais e capelas


As ruas são tão amorosas




O Filipe até encontrou uma escolinha

Quando a noite começou a chegar, voltámos ao hotel
No dia seguinte, já sabíamos que iria chover! Não se pode ter sorte todos os dias quando as férias fazem parte do Inverno :(

Decidimos que iríamos seguir o planeado mesmo com a chuva. Em primeiro lugar visitaríamos o Castelo e depois as vilas que tínhamos apontadas.

Apesar das aldeias alsacianas serem a inspiração para a vila da Bela, o Castelo do Monstro foi na verdade inspirado no Chateau de Chambord, em Loir-Et-Cher, duas horas ao sul de Paris. 

O Château du Haut-Kœnigsbourg, castelo que visitámos na região, não foi inspiração para o filme, mas bem poderia ser!

A construção é do século XII e fica no alto de uma colina, entre as cidades de Colmar e Estrasburgo. A subida é maravilhosa! Nós apanhámos nevoeiro e tivemos de ir devagarinho, mas a estrada tem ótimas condições.

Todo o clima naquela manhã nos levava de facto ao Castelo do Monstro envolto num nevoeiro graças à maldição de uma feiticeira. O meu filho adorou!

Apesar de já ter visitado muitos Castelos, confesso que este foi diferente de tudo o que já tinha visto. Nós adorámos! 
E para completar os efeitos especiais, começou a nevar a sério. O Filipe não conseguia conter o entusiasmo.

O único "porém" da nossa visita: fotografias! Não ficaram nada especiais com tanta neve a cair e com o nevoeiro... ora bolas! Não se pode ter tudo!


Foto do Castelo retirada da Internet

O Castelo durante a nossa visita





Cara feliz


No interior do Castelo








Indo embora
Abandonámos a neve e recebemos a chuva! Persistente e teimosa esteve conosco durante todo o dia...
Decidimos enfrentá-la! 
Na primeira vila, contámos com a timidez da chuva recém-chegada e as fotografias estão um pouco melhores em Ribeauvillé.




Apanhando uvas!


Eu sendo fofinha


A torre do Relógio
Seguimos para Riquewihr, outra aldeia que parece de mentira. 

Almoçámos num restaurante tradicional e o Filipe adorou a batata rosti de lá, comeu tão bem que tirámos uma foto dele a porta do restaurante quando saímos :D


O Filipe e o seu restaurante de eleição na Alsácia









Nessas vilas, o passeio não é demorado, são todas pequeninas, mas com certeza levámos muito tempo a fotografar e a visitar as lojinhas que são super queridas.

A nossa última paragem, pois para a nossa tristeza, a viagem estava a chegar ao fim :( foi Kaysersberg.

Confesso ser difícil dizer qual delas era a mais bonita... a cada visita ficava encantada mesmo! 
Kaysersberg não foge à regra, é encantadora!









E assim terminámos o passeio... já a pensar no próximo! Viajar é um vício que alimenta a alma :)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Bérgamo e Leolandia

Existem muitos parques na Europa para levarmos os nossos filhos e eu adoro descobri-los. Na região do Lago Garda, no norte da Itália, a oferta é vasta! Depois de analisarmos todos eles, escolhemos a Leolandia!

Essa viagem aconteceu no Verão do ano passado e acho que essas férias foram as melhores de sempre! Daria para escrever muitos posts para vocês, pois cada dia era um mundo novo. Vou tentar fazer isso aos poucos...

Por hora, falemos de Bérgamo e da Leolandia!

Fizemos o voo Lisboa - Bérgamo (ryanair), mas poderíamos ter escolhido Lisboa - Milão, o passeio também correria bem assim, entretanto já conhecíamos Milão e os lagos, por isso optámos por Bérgamo.

A Itália é sempre a Itália, por isso... há sempre uma cidade bonita para ver, boa pizza para comer e bons gelados para engordar.

Em Bérgamo, ficámos num hotel simples que tinha um restaurante maravilhoso. Que saudades daqueles dois jantares!

No primeiro dia andámos de autocarro...



Almoçámos na cidade baixa, seguimos para a fantástica cida…

Menorca

Férias em Família

Nos próximos dias o meu filho fará dois anos, para aproveitarmos os privilégios de viajar com uma criança com menos de dois anos, antecipámos as férias de verão.
Depois de longa indecisão, optámos por Menorca, a vizinha de Maiorca (que visitámos no ano passado). O pacote mais uma vez incluía voo, hotel e transporte até ao alojamento escolhido. Muitas pessoas na internet aconselhavam a fugir dos pacotes, mas considerámos que fazer um voo direto com uma criança é sempre melhor e apenas os pacotes proporcionam voos diretos até Menorca. Também confesso não ter visto qualquer vantagem financeira na compra fora dos pacotes.

O voo é operado pela Iberia - Air Nostrum e dura apenas uma hora e quarenta minutos. O avião era tão pequenino que até fazia impressão! O carrinho foi connosco até a entrada e foi devolvido assim que saímos do avião, nem se quer foi para a recolha de bagagens. Então viajar com pacotes não é bom?

Chegámos a Maó, mas ficaríamos hospedados na outra ponta da Il…

Vila Nova de Milfontes

Vila Nova de Milfontes
Este paraíso alentejano localiza-se na confluência do Rio Mira com o Oceano Atlântico, trazendo, assim, uma paisagem única aos seus visitantes.
Costumamos visitar Vila Nova todos os anos e é impossível não achar tudo tão bonito outra vez. A Praia das Furnas já faz parte das maravilhas de Portugal e com certeza faz honrar este título com a sua beleza.


Mas, não só da Praia das Furnas é feita Vila Nova. A pequena cidade é viva e movimentada nos meses de Verão, as suas lojinhas com artigos de praia chamam sempre atenção. A gelateria Mabi é um ponto de encontro, lá podemos provar vários gelados ou comer um delicioso croissant. É bom, contudo, evitarmos o mês de Agosto, pois Vila Nova fica abarrotada de turistas e perde um pouco o seu encanto natural.

Certa vez, ouvimos de dizer que havia uma cachoeira ou queda d'água em Vila Nova. Procuramos, mas não encontramos nada. Passado um ano, decidimos aventurarmos de novo. Perguntamos ali e acolá, até que fomos bater à porta …